Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

UNESCO faz alerta sobre tráfico de bens culturais africanos

UNESCO faz alerta sobre tráfico de bens culturais africanos

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) está alertando os amantes da arte que podem ser abordados para comprar tesouros culturais africanos, aparentemente endossados pela agência, para exercerem a “máxima vigilância” após receberem inúmeros relatos do tráfico. A organização disse que documentos falsos alegavam que a UNESCO tinha autorizado as transações e certificado o valor monetário das coleções, o que não é verdade.

Mais de um milhão de euros de bens foram roubados até hoje, disse a UNESCO, enquanto a Diretora Geral, Audrey Azoulay, descreveu o roubo cultural como um “flagelo global lucrativo” que estava “na maioria dos casos ligado a outras formas de crime organizado, incluindo o terrorismo”.

Faz 50 anos que uma convenção internacional foi adotada para combater o tráfico ilícito de bens culturais. Embora o patrimônio cultural africano tenha sido vítima de saques e destruição por muito tempo, o Oriente Médio tornou-se um alvo recente em conexão com o conflito no Iraque e na Síria. O comércio ilícito também está crescendo na Internet, onde é difícil rastrear as origens e os intermediários, advertiu a UNESCO.

Leia mais: Por Dentro da Africa

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...