2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Santa bala, por Janderson Lacerda

Na guerra santa que vivemos no Brasil os MOROlistas (versão personificada dos moralistas) é quem ditarão as regras do comportamento social que deve ser cultivado na República da ordem e progresso; saudações positivistas ao filósofo Miguel Lemos!

Foi-se o tempo em que as balas eram ofertadas às crianças para saudar o dia de São Cosme e Damião. Os tempos agora são outros, são tempos estranhos do nada a perder! Tempos em que os “santos do pau oco” (amantes não assumidos do pecado) castigam o povo à bala. E a culpa por receberem essas balas é do próprio povo, afinal quem planta colhe!


As balas serão o presente – futuro – dado a todos que carregarem a bandeira dos Direitos Humanos. “Direitos Humanos protegem bandidos”- protestarão com panelas os MOROlistas.

As balas devem atravessar as caravanas e calar os que blasfemam contra os sagrados interesses do mercado. As “Fake News”, produzidas por escribas da modernidade, se encarregarão de disseminar calunias e difamações. Aliás, aqueles que detêm o livro da salvação, que foram chamados à justiça, julgarão, ao vivo, no facebook, a culpa dos indivíduos que foram assassinados em vias públicas.

É tempo de cultuar Mamom e de canonizar Judas. Respeitemos as leis, sobretudo, as ambientais, que proíbem a prisão de aves silvestres. E cumpramos os mesmos preceitos legais que determinam a extinção de moluscos, porque prejudicam o ecossistema brasileiro.

Benditas sejam as balas da purificação nacional! Bem-aventuradas “às massas limpinhas e cheirosinhas”, porque verão a Disney.

Em suma, atentem-se às palavras do sagrado evangelho dos santos não investigados dos últimos dias: “se não calarem as suas vozes, as balas calarão”!

 

GGN

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

Imigrante, por Janderson Lacerda

A casa ficava próxima ao rio Branco em Boa Vista. Era pequena, mas muito acolhedora. A decoração rústica, meticulosamente planejada, criava uma atmosfera aconchegante ao local. O aroma das flores e plantas fundia-se com o cheiro do rio que podia ser avistado da varanda. Após horas de conversas...

FALTA O PATRIOTISMO?

FALTA O PATRIOTISMO?

Estamos vivendo tempos que assustam aqueles que possuem um pouco de equilíbrio e pensamento racional. Não se pode deixar de lado a racionalidade sob pena dos frutos a serem colhidos no futuro serem de má qualidade, com consequente degradação da sociedade. O futuro é um projeto do que se faz hoje,...