Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

Relatório destaca 50 parlamentares mais "anti-indígenas"

Estudo feito pelo Conselho Indigenista Missionário investiga origem de dinheiro doado para autores de leis que fragilizam direitos indígenas. Lista inclui duas candidatas a vice-presidente, Kátia Abreu e Ana Amélia.

Um levantamento inédito do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), ligado à Igreja Católica, identificou os parlamentares que mais atuaram no Congresso contra os direitos indígenas nos últimos anos. Dos 513 deputados e 81 senadores, 50 são listados como os mais "anti-indígenas".

"Nós queremos demonstrar que a ação parlamentar, institucional, repercute no aumento na violência contra os povos indígenas no campo", disse à DW Brasil Cleber César Buzatto, secretário executivo do Cimi.

Em 2017, foram registrados 110 assassinatos de indígenas. Os estados com maior número de casos foram Roraima (33), Amazonas (28) e Mato Grosso do Sul (17).

Segundo o documento divulgado nesta quinta-feira (27/09), os 50 políticos considerados anti-indígenas citados – 40 deputados e 10 senadores – estão ligados a projetos de lei que fragilizam os direitos dessas populações.

O levamento mapeou pelo menos 33 propostas no Congresso: a maior parte busca alterar o processo de demarcação, explorar recursos naturais em terras indígenas e permitir que esses territórios sejam arrendados para produção agropecuária.

"São parlamentares ruralistas que trabalham incansavelmente para fazer com que as propostas contra os indígenas avancem", diz o relatório.

A maior parte dos políticos citados no relatório é investigada por corrupção.

Leia mais: DW Brasil

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...