Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

Mas quem é essa nova direita que ganha espaço pelo mundo?

Mas quem é essa nova direita que ganha espaço pelo mundo?

Movimento que cresce na Europa, EUA e América Latina não se apresenta da mesma forma em todos os lugares, mas mescla em doses distintas algumas características

Há um século, o alemão Oswald Spengler publicou em dois volumes A decadência do Ocidente, uma das obras escritas mais conhecidos sobre a crise europeia no fim da Primeira Guerra Mundial. Sua tese é que todas as civilizações têm um ciclo de vida natural com três fases: crescimento, florescimento e decadência, e que a cultura europeia, absorta em um materialismo rígido, estava na última etapa: o inverno de um mundo antes frutífero. Felizmente, Spengler não acertou: depois da segunda conflagração mundial, a Europa se reconstruiu e elaborou o experimento de integração mais exitoso da história: a União Europeia.


Apesar de haver diferenças fundamentais, também existem algumas analogias entre aqueles tempos e os de agora: o descontentamento social diante das desigualdades extremas, o frágil crescimento econômico e a desecularização de alguns Estados, os conflitos políticos internacionais que se expressam sobretudo (mas não unicamente) em protecionismo e guerras comerciais, entre outras. Tudo isso contribuiu para fomentar um pessimismo crescente: um profundo sentimento de fin de siècle, acelerado pela extensão ultrarrápida de algumas tecnologias que não se dominam e o conceito de “fim do trabalho”. Nesse contexto no qual se multiplicam as forças eurofóbicas (ainda na semana passada emergia na Holanda uma nova formação de direita radical, autodenominada ironicamente Fórum para a Democracia, para concorrer com o ultradireitista Partido pela Liberdade, não menos irônico). Em dois meses ocorrem eleições importantíssimas para o Parlamento Europeu —espremidas na Espanha entre as legislativas e as municipais e autonômicas— que vão medir o significado dessa fobia para a Europa unida.

Leia mais: El Pais Brasil

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...