2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Fomos aos números: liberação de emendas não foi a salvação de Michel Temer na Câmara

O governo federal acelerou a liberação de verbas para os deputados em julho, antes da votação que salvou Michel Temer. Mas, na média, oposicionistas e governistas obtiveram valores parecidos. Ou seja, as emendas parlamentares aparentemente não foram o principal fator na vitória do presidente - outros aspectos pesaram mais na decisão da Câmara, segundo especialistas e políticos ouvidos pela BBC Brasil.
Entre eles, negociações realizadas com bancadas temáticas (a ruralista, por exemplo), promessas de alianças eleitorais para 2018 e até a perspectiva de liberação futura de emendas. Além disso, a falta de mobilização popular para pressionar o Congresso e o "espírito de já ganhou" teriam contribuído para a vitória do presidente.
Deputados que votaram contra Temer receberam, em média, promessas de pagamento de verbas no valor de R$ 3,2 milhões em julho. Já os que votaram com o governo ficaram, em média, com R$ 3,4 milhões. Os dados são do portal Siga Brasil, do Senado Federal, e estão atualizados até o dia 25 de julho.

 

Leia mais: BBC Brasil

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

O que os brasileiros precisam para que a qualidade de vida atinja a maioria? Essa é uma questão antiga que teve diversas propostas desde o “famoso” Barão de Rio Branco. Mas atualmente passado mais de um século dos primeiros projetos de formação da grande nação, nos vemos sem nenhum projeto que faça...

Direita X Esquerda

Direita X Esquerda

O campo político é formado por uma variedade de posicionamentos que representam interesses diversos, que não se resumem as posições da esquerda ou da direita, estes por sua vez se aglutinam em alinhamentos que podemos distribuir em três dimensões clássicas. A distribuição dos alinhamentos políticos...