2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

FALTA O PATRIOTISMO?

FALTA O PATRIOTISMO?

Estamos vivendo tempos que assustam aqueles que possuem um pouco de equilíbrio e pensamento racional. Não se pode deixar de lado a racionalidade sob pena dos frutos a serem colhidos no futuro serem de má qualidade, com consequente degradação da sociedade.
O futuro é um projeto do que se faz hoje, por isso as preocupações com a implementação de medidas que estão fora da política, devem se engajar politicamente e buscar espaço para que de fato o país se desenvolva e não apenas cresça como querem os egoístas de plantão, que não consideram a qualidade de vida da sociedade pelo motivo do individualismo que domina sua concepção de sociedade.
Os tempos sombrios que a educação nacional vive requerem uma reação da sociedade na defesa da boa qualidade acadêmica de nossos estudantes e isso se refere a todo o sistema de ensino nacional que está sendo sucateado economicamente e ideologicamente.
Não se pensar numa educação de qualidade, é não pensar no futuro do país. Não existe nenhum país que tenha alcançado patamares civilizações e de qualidade de vida elevados sem investir fortemente na educação. Contudo, o governo atual caminha na contramão dessa lógica. O motivo, possivelmente, todos sabem, que é atender apenas segmentos econômicos da sociedade em detrimentos dos outros, como se fosse possível viver eternamente numa ilha paradisíaca. Ao contrário, a falta de planejamento para o desenvolvimento vai provocar a fragilização da coesão social, tão importante para a manutenção da vida nacional com qualidade, o que em tese todos almejam.
Deixar o egoísmo preponderar sobre o interesse social vai contra a própria lógica da sociedade. Aonde isso ocorre, vemos o domínio da violência, e que classificamos como sociedades atrasadas e não é isso que coletivamente podemos querer.
Para reverter esse cenário que se constrói no país temos a oportunidade de mudar pela via democrática. As eleições próximas, que tanto assustam os extremos do espectro político nacional, constituem-se na oportunidade de se evitar o retrocesso que vivemos em vários campos, principalmente o da educação. Aproveitar o momento com seriedade, escolher com racionalidade aqueles que vão nos representar para que a representação seja de fato consistente para a sociedade e não para o interesses casuísticos e oportunistas, tornam o processo eleitoral de suma importância. Precisamos aquecer o debate das ideias políticas e do seu próprio funcionamento, para que o patriotismo vença o egoísmo que domina nossa política.

Herbert Schützer 

 

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador gratuito de visitas

Coluna

Eleições em 2020 e hábitos antigos no ABCD

Finda-se um ano e já próximo do novo ano devemos ficar atentos aos acontecimentos políticos, já que as eleições municipais marcadas para menos de um ano, tem uma importância crucial no atual contexto da bipolarização política e ideológica, que tomou conta da sociedade brasileira por esgotamento ou...

Governabilidade e corrupção no ABCD

A região foi impactada neste mês de setembro com a denúncia da Polícia Federal do mau uso do dinheiro público em São Bernardo do Campo, indiciando o prefeito por corrupção passiva e fraudes em licitações. A denúncia pode afetar a governabilidade municipal? Isso é o que interessa para o cidadão,...