Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

EUA e Alemanha espionaram 120 países por décadas

CIA e alemã BND usaram firma suíça de criptografia para decifrar mensagens de governos aliados e rivais durante a Guerra Fria, afirma reportagem de jornal americano, em cooperação com TVs alemã e suíça.

Os serviços secretos dos EUA e da Alemanha espionaram durante décadas os governos de mais de 120 países através de uma empresa suíça especializada na encriptação de dados, revelou nesta quarta-feira (12/01) uma reportagem publicada pelo jornal americano The Washington Post e as emissoras de TV alemã ZDF e suíça SRF.

A empresa suíça Crypto se tornou líder de mercado em equipamentos de encriptação, concretizando contratos de fornecimento no valor de "milhões de dólares" com mais de 120 países em todo o mundo.

"Por mais de meio século, governos de todo o mundo confiaram numa única empresa para manter em segredo as comunicações dos seus espiões, militares e diplomatas", escreve o Washington Post. Entre os clientes da Crypto constavam "o Irã, juntas militares na América Latina, os rivais nucleares Índia e Paquistão e até o Vaticano".

Entretanto, a Crypto fora comprada secretamente em 1970 pela CIA, no âmbito de uma "parceria altamente confidencial" com sua congênere alemã, o Serviço Federal de Informações (BND). Então a tecnologia dos equipamentos foi modificada para permitir que a CIA e o BND quebrassem os códigos.

As duas agências "manipulavam os equipamentos da empresa para que pudessem facilmente decifrar os códigos que os países [clientes] usavam para enviar mensagens encriptadas", relatam o Washington Post, a ZDF e a SRF. A Crypto teria comercializado milhares de máquinas de criptografia para países como Brasil, Argentina, Arábia Saudita, Chile, Colômbia, Egito, Espanha, Irã, Grécia, Iraque, México, Nicarágua, Peru, Uruguai e Venezuela, entre outros.

Leia mais: DW Brasil

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...