2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

As cinco piores bolhas da história da economia - e por que elas ainda assustam

As bolhas financeiras se formam quando há um aumento muito rápido e elevado dos preços de um produto - e "estouram" quando as pessoas menos esperam.

"As bolhas surgem especialmente em períodos de inovação. Podem ser inovações tecnológicas, como as ferrovias ou a internet, ou financeiras", diz Markus K. Brunnermeier, professor de economia da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, e coautor do livro Bubbles and Central Banks: Historical Perspectives (Bolhas e Bancos Centrais: Perspectivas Históricas, em tradução livre).

De acordo com o especialista, a "explosão" é mais perigosa quando as bolhas são financiadas com crédito - foi o caso da compra de ações na década de 1920, que resultou na quebra da Bolsa de Valores de Nova York, em 1929.

E, assim como outros especialistas, Brunnermeier acredita que estamos diante de uma nova bolha: os investimentos em criptomoedas, como o bitcoin, que têm chamado a atenção do mundo pela hipervalorização.

Segundo Ann Pettifor, diretora do Centro de Investigação de Políticas Macroeconômicas (Prime, na sigla em inglês), as grandes bolhas - como a bolha da internet, no início dos anos 2000 - se formam por causa do chamado "ciclo dos negócios": a atividade econômica e os preços não podem crescer exponencialmente para sempre.

"As bolhas ocorrem quando a regulamentação financeira e as instituições estão deliberadamente debilitadas e permitem que a ilusão crie raízes", explica Pettifor à BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC.

Mas será que aprendemos a lição?

"Não", diz Pettifor. "Estamos cercados de bolhas, principalmente porque os governos têm desequilibrado as políticas econômicas e intensificado medidas monetárias radicais, como a austeridade fiscal", completa.

De acordo com a economista, os bancos centrais (de países desenvolvidos) facilitam o acesso das pessoas ao crédito, fazendo com que elas tenham dinheiro extra para investir em ativos que causam todos os tipos bolhas.

"É por isso que temos bolhas imobiliárias, no mercado de arte, de ações, em clubes de futebol e no mercado de automóveis, além das criptomoedas", diz.

Conheça algumas das maiores bolhas financeiras da história - ou pelo menos daquelas que se tem registro:

Leia mais: BBC Brasil

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador gratuito de visitas

Coluna

ÁFRICA SUBSAARIANA: ARENA INTERNACIONAL

O atual cenário geopolítico da região subsaariana é pautado por disputas entre as potências centrais e médias na busca das vantagens econômicas, a fim de garantir as riquezas naturais subsaarianas. No atual cenário de disputas geopolíticas em palcos africanos, destacam-se ações de antigos Estados...

Você é o que você se diz: a ciência do diálogo interno

Se você quiser variar a percepção que tem sobre você, precisa alterar seu diálogo interior. A forma como você conversa consigo mesmo condiciona sua capacidade de enfrentar as dificuldades e determina a tomada de decisões. A autoafirmação, ou pensar coisas positivas sobre nós mesmos, é uma...