2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Angola: Poder simbólico e o futuro da “oposição”

O poder simbólico não se compagina com a ideia de poder sustentada sobre o dinheiro, força militar, força do feitiço ou outro aspecto qualquer ligado à materialidade. O poder simbólico, talvez seja compreensível com exemplos existenciais.

Mas a compreensão do papel, da influência e do conceito poder simbólico não é possível para as pessoas moralmente decadentes; sem qualquer refinamento civilizacional (não no sentido etnológico), mas, sim, de acordo com os marcos da «ética universal mínima», como diria a filósofa espanhola, Adela Cortina.

Algumas personalidades carregam poder simbólico como extensão da instituição da qual fazem parte. A maior parte das pessoas constrói este poder com muito custo; com privações e superação, que parecem ultra-humanas em muitos casos. Um exemplo de personalidade cujo poder simbólico não carece empenho, é o Papa. Isto decorre do simbolismo da instituição que dirige. Tal simbolismo personifica-se, como que automaticamente.

Claro está, que isso não sucedeu com Martin Luther King. Tal sorte estendeu-se para Thomas Sankara e tantos outros homens «impolutos» que o mundo conheceu. Para estes, o poder simbólico que possuem foi um construído duramente. Alguns pagaram com a vida. Tanto os que construíram o capital simbólico com suor, sangue e lágrimas, quanto os que o alcançaram por força da transferência institucional simbólica, podem perder tal poder. Só depende do discurso e do percurso.

Quando o Papa fala, as suas palavras estão carregadas de poder simbólico. Capaz de exercer grande liderança. Esqueça o simbólico como menos eficaz na transformação da realidade. Um livro que recomenda as pessoas a optarem pela não-violência, pode ter elevada taxa de sucesso. No entanto, um livro é constituído de símbolos linguísticos, por meio dos quais, o autor exerce poder simbólico sobre as pessoas e as sociedades. Com toda a tradição literária, simbólica, é claro, sobre o libertarianismo e o liberalismo, foi possível moldar o mundo com o que se chama hoje, democracia e livre mercado.

 

Leia mais: Por Dentro da África

 

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

O que os brasileiros precisam para que a qualidade de vida atinja a maioria? Essa é uma questão antiga que teve diversas propostas desde o “famoso” Barão de Rio Branco. Mas atualmente passado mais de um século dos primeiros projetos de formação da grande nação, nos vemos sem nenhum projeto que faça...

Direita X Esquerda

Direita X Esquerda

O campo político é formado por uma variedade de posicionamentos que representam interesses diversos, que não se resumem as posições da esquerda ou da direita, estes por sua vez se aglutinam em alinhamentos que podemos distribuir em três dimensões clássicas. A distribuição dos alinhamentos políticos...