Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

África em Conto: ‘Um Kelper no Teto’

Kelper é o nome dado aos ingleses que colonizaram as ilhas Malvinas. Como argentino-brasileiro, sempre ouvi estranhado o argumento da autodeterminação dos colonos para que as ilhas ainda continuem sob domínio inglês, mesmo tão longe da Inglaterra e significando tanto para o nosso povo latino-americano. Certo dia, na III Cúpula América do Sul – África, 54 países africanos reconheceram a soberania argentina das ilhas. Poxa! Como África sempre lutou pela autodeterminação, pensei: que mundo é esse em que a autodeterminação dos colonos vale mais do que a autodeterminação dos colonizados? Senti isso na pele e escrevi este conto pensando que as Malvinas ficam entre a África e a América do Sul, geologicamente fantasiando, parecem pedaços de terra americana que se jogam para a África. Por isso, imaginando mais e mais, inventei uma História paralela, em que as ilhas foram habitadas por africanos no século XIX, o qual nunca ocorreu, por certo. As Malvinas aparecem aqui neste mundo como um território de tríplice fronteira: Europa, África e América. Diferente da realidade, e para evitar confusão, nesta introdução deve ficar em claro que kelper neste conto é o nome dado aos malvinenses afrodescendentes e não aos colonos ingleses como é de fato.

Leia mais: Por Dentro da Africa

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...