Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

A montadora chinesa que virou a maior acionista da dona da Mercedes - e preocupa a Alemanha

Ao criar a Mercedes-Benz, na década de 1920, é improvável que seus fundadores imaginassem que ela acabaria caindo nas mãos de uma empresa chinesa. Mas foi exatamente isso que aconteceu. A chinesa Geely se converteu na maior acionista da Daimler, dona da fabricante alemã de automóveis, na última sexta-feira.

A Geely, que já era dona a Volvo e a London Taxi Company, investiu US$ 9 bilhões na operação, adquirindo 9,7% de participação. O negócio, contudo, foi polêmico.

Ele tem gerado preocupação na Alemanha porque, segundo críticos, a China estaria interessada nos avanços tecnológicos e inovações desenvolvidos pela empresa alemã.

O governo declarou que não impediria a compra das ações da Daimler, mas, ao mesmo tempo, avisou que "ficaria de olho". "A Alemanha é uma economia aberta, que dá boas-vindas aos investimentos", declarou a ministra da Economia Brigitte Zypries em entrevista para o jornal alemão Handelsblatt.

Porém, essa abertura "não deveria ser utilizada como porta de entrada para favorecer os interesses das políticas industriais de outros países", completou.

Outro aspecto que tem gerado certa preocupação é que a Europa é muito mais aberta ao capital estrangeiro do que a China.

Leia mais: BBC Brasil

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...