2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

A LEI PELA LEI DE QUEM?

Na academia discutimos sobre a natureza e fundamentos da lei. Um debate, sem dúvida, filosófico que realizamos no mundo ideal, cuja perfeição nos instiga a reflexões na perspectiva real-ideal.

O mundo ideal, perfeito, dos objetivos maiores que os ordenamentos jurídicos apresentam e que refletem os desejos maiores de uma sociedade, estimula a crença de um mundo cada vez melhor para todos. Infelizmente, existe uma enorme distância entre o arcabouço jurídico e o ideal da lei.

O que requer uma melhor leitura do cenário no qual estamos engendrados por força do nosso pertencimento social e cultural. Leitura sem a qual, estaremos prisioneiros da reprodução dos discursos casuísticos, como observamos corriqueiramente nos vários discursos que ouvimos cotidianamente oriundos das mais diversas classes e categorias sociais.



A crença na lei, quase uma unanimidade nas sociedades ocidentais, é fundada em pilares não históricos, mas, ao contrário, em discursos midiáticos, muitas vezes proferidos por empresas que tem outros interesses econômicos, que não apenas os jornalísticos.

A preocupação com a crença na validade da lei dos legisladores, nos encaminha para uma deslegitimação dela. Quando assistimos uma série de casos que afrontam a moral, uma das fontes da lei, a colocamos em uma situação vulnerável socialmente.

Sem a crença nas fontes morais da lei, podemos deixá-la enfraquecida, em virtude da disseminação do desrespeito a ela. Para a superação da desqualificação da fonte moral da lei, é urgente que ela volte a ser interpretada a partir da moral e não do interesse, de forma a recuperar a credibilidade ameaçada pelos últimos anos de aberrações legais que se sucedem.

A sociedade deve continuar a acreditar na idealização moral da lei, pois é essa postura que irá educar a jovem sociedade brasileira no seu cumprimento. Os bancos escolares devem interiorizar nos indivíduos a ideia da validade fundada na ideia da fonte moral da lei e num legislador que a preserve acima de todos os demais interesses. Sem o qual, a ordem pode ser ameaçada pela descrença.

Herbert Schützer – Geopolítico, consultor sócio-político, docente de ciência política na FAD – Faculdade de Diadema

Jornal Diadema News

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

O que os brasileiros precisam para que a qualidade de vida atinja a maioria? Essa é uma questão antiga que teve diversas propostas desde o “famoso” Barão de Rio Branco. Mas atualmente passado mais de um século dos primeiros projetos de formação da grande nação, nos vemos sem nenhum projeto que faça...

Direita X Esquerda

Direita X Esquerda

O campo político é formado por uma variedade de posicionamentos que representam interesses diversos, que não se resumem as posições da esquerda ou da direita, estes por sua vez se aglutinam em alinhamentos que podemos distribuir em três dimensões clássicas. A distribuição dos alinhamentos políticos...