Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

A África deve aumentar seus recursos para combater as mudanças climáticas

Atingido pelo que está sendo considerado o pior ciclone do hemisfério sul, Moçambique viu a cidade da Beira praticamente apagada do mapa. E como as tempestades tropicais não conhecem fronteiras, o Idai (que passou pelo país em 14 de março) também causou mortes no Zimbábue e no Malawi. Mais de mil pessoas morreram e dois milhões foram afetadas, sendo 1,8 milhão só em Moçambique. Os danos causados pelas inundações e rajadas de vento custarão à região mais de US$ 2 bilhões, segundo o Banco Mundial. Para os pesquisadores, não há dúvida de que a alternância de episódios ciclônicos e de secas que atingiu a região nos últimos anos está diretamente ligada às grandes variações de temperatura resultantes das mudanças climáticas. A ironia é que Moçambique e os seus países vizinhos produzem apenas uma pequena fração das emissões mundiais de dióxido de carbono. A África é o continente menos responsável pelo aquecimento global: apenas 3,8% das emissões de gases responsáveis pelo efeito de estufa, contra 23% da China, 19% dos Estados Unidos e 13% da União Europeia.

Leia mais: Por Dentro da Africa

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

O carioca parece gostar de ser enganado

O que em cidades normais levaria a revoltas populares e processos judiciais, o morador do Rio de Janeiro aceita dando de ombros –  e reelege as mesmas figuras nas eleições, escreve Philipp Lichterbeck. O teleférico do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2011....

A revolução dos bichos" de Orwell: quem são os porcos?

Obra do jornalista e escritor britânico aborda a revolução soviética de forma satírica. Apesar de ter sido escrito nos últimos anos da Segunda Guerra Mundial, romance segue mais atual do que nunca, 75 anos depois. A fábula de George Orwell se passa numa fazenda: "O Sr. Jones, proprietário da Granja...