2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Morre Winston Churchill, um dos grandes nomes da política ocidental

24/01/2018 07:29

Um dos grandes nomes da política ocidental morria no dia 24 de janeiro de 1965, em Londres. Winston Churchill foi um estadista, historiador, escritor e orador britânico. Nascido no dia 30 de novembro de 1874, no Blenheim Palace de St Andrews, Inglaterra, também foi ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1953. Foi concedido por suas obras históricas, seus artigos jornalísticos e por seus brilhantes discursos, que o elevam a um dos principais oradores do século XX.

Entre seus discursos mais conhecidos está o que foi realizado no dia 5 de março de 1946. Então primeiro-ministro britânico, ele proferiu um famoso discurso em Fulton, no Missouri (EUA), em que usou a expressão "iron curtain", ou "cortina de ferro". O termo foi usado para definir a divisão da Europa em duas partes, Oriental e Ocidental. Enquanto a primeira estava sob controle da União Soviética, a segunda era zona de influência dos Estados Unidos. O período relacionado a esta divisão política e econômica é chamado de Guerra Fria. Em seu discurso, em uma livre tradução para o português Churchill disse: "De Estetino, no (mar) Báltico, até Trieste, no (mar) Adriático, uma cortina de ferro desceu sobre o continente. Atrás dessa linha, estão todas as capitais dos antigos estados da Europa Central e Oriental. Varsóvia, Berlim, Praga, Viena, Budapeste, Belgrado, Bucareste e Sofia; todas essas cidades famosas e suas populações estão no que chamo de esfera soviética, e todas estão sujeitas, de uma forma ou de outra, não somente à influência soviética mas também a um forte, e em certos casos crescente, controle de Moscou." Este bloco de influência soviética se desfez definitivamente em 1991, com o fim da URSS.

O exemplo de Churchill e de sua magnífica oratória permitiram a ele manter a coesão espiritual do povo britânico nas horas de prova que implicaram nos bombardeios sistemáticos da Alemanha sobre Londres e outras cidades do Reino Unido. Durante anos, Churchill foi como a voz da consciência de seu país, que sacudia os espíritos e lhes insuflava grandes doses de energia e valor. Seu gênio multifacetado, além de levá-lo a conquistar a imortalidade no mundo da política, o fez destacar-se como historiador, biógrafo, orador, correspondente de guerra e bebedor de conhaque, e em um plano mais modesto como pintor, pedreiro, novelista, aviador, jogador de polo, soldado e proprietário de cavalos.

No dia 26 de julho de 1945, Churchill foi forçado a renunciar ao cargo de primeiro-ministro britânico por conta da derrota eleitoral do seu Partido Conservador pelo Partido Trabalhista. Foi a primeira eleição geral realizada na Grã-Bretanha em mais de uma década. No mesmo dia, Clement Attlee, o líder do Partido Trabalhista, foi empossado como o novo líder britânico.

Após esta derrota, Churchill se tornou líder da oposição e, em 1951, foi novamente eleito primeiro-ministro. Dois anos depois, foi nomeado cavaleiro pela rainha Elizabeth II e agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura por seu estudo histórico de seis volumes da Segunda Guerra Mundial e por seus discursos políticos. Em 1955, aposentou-se como primeiro-ministro, mas manteve-se no Parlamento até 1964, um ano antes de sua morte.

History

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

GEOPOLÍTICA DE UMA NAÇÃO

O que os brasileiros precisam para que a qualidade de vida atinja a maioria? Essa é uma questão antiga que teve diversas propostas desde o “famoso” Barão de Rio Branco. Mas atualmente passado mais de um século dos primeiros projetos de formação da grande nação, nos vemos sem nenhum projeto que faça...

Direita X Esquerda

Direita X Esquerda

O campo político é formado por uma variedade de posicionamentos que representam interesses diversos, que não se resumem as posições da esquerda ou da direita, estes por sua vez se aglutinam em alinhamentos que podemos distribuir em três dimensões clássicas. A distribuição dos alinhamentos políticos...