2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Guerras Religiosas na França

19/12/2017 07:16

As Guerras Religiosas são uma série de oito conflitos iniciados na França em 19 de dezembro de 1562, no qual se enfrentaram católicos e protestantes calvinistas, conhecidos como huguenotes. O desenvolvimento do humanismo durante o Renascimento provocou o surgimento de uma corrente reformista que questionou os princípios tradicionais da religião católica, conforme ensinava a Igreja de Roma. Portanto, o catolicismo tradicional teve a oposição do protestantismo, e isso desencadeou uma terrível guerra civil. As discórdias começaram devido a destruições iconoclastas, cometidas por protestantes, de objetos do ritual romano que os católicos consideravam sagrados: relíquias, Custódias e estátuas de santos. No final do reinado de Enrique II, o conflito se politizou, e após a morte do rei em 1559, os partidos religiosos se organizaram para preparar suas estruturas militares. As guerras se prolongaram até 1598, com a promulgação do Édito de Nantes.

History

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

A LEI PELA LEI DE QUEM?

Na academia discutimos sobre a natureza e fundamentos da lei. Um debate, sem dúvida, filosófico que realizamos no mundo ideal, cuja perfeição nos instiga a reflexões na perspectiva real-ideal. O mundo ideal, perfeito, dos objetivos maiores que os ordenamentos jurídicos apresentam e que refletem os...

A ÚLTIMA FRONTEIRA DO CAPITALISMO NEOLIBERAL – É AQUI

Há dez anos escrevi um artigo sobre a África, onde discorri sobre a ação do capital na porção subsaariana do continente. Os impedimentos de natureza cultural, que apesar do longo período de colonialismo europeu, se constituíam em obstáculos a plena incorporação do continente no capitalismo...