2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Guerra do Contestado: forças militares conquistam Taquaruçu

08/02/2018 07:57

No dia 8 de fevereiro de 1914, as forças militares de Santa Catarina, Paraná e do governo federal conquistaram a localidade de Taquaruçu (atual cidade de Curitibanos, em SC) durante a Guerra do Contestado (1912-1916). Com 700 soldados em ação, as tropas incendiaram o acampamento dos jagunços que, em sua maioria, haviam fugido para um lugar chamado Caraguatá (SC), de difícil acesso, onde já viviam cerca de 20 mil pessoas. Os fiéis à causa do Contestado eram chefiados por Maria Rosa, uma jovem de 15 anos, considerada uma espécie de Joana D Arc do sertão. Apesar desta derrota em Taquaraçu, os revoltosos conseguiram dar a volta por cima no dia 9 de março de 1914, quando as tropas tentaram atacar Caraguatá, mas forma expulsos pelos jagunços. A Guerra do Contestado foi um conflito entre a população cabocla e os governos estadual e federal do Brasil. O motivo eram terras disputadas por Paraná e de Santa Catarina. A região que divide os dois estados recebeu o nome de Contestado, pois os agricultores contestaram a doação que o governo brasileiro fez aos madeireiros e à Southern Brazil Lumber & Colonization Company. Além disso, o conflito também teve o ingrediente do fanatismo religioso, já que os caboclos acreditavam que se tratava de uma guerra santa, que tinha o monge com a alcunha de José Maria como um dos líderes.

History

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

A ofensiva geral

O governo francês conta igualmente com as notícias falsas das grandes mídias para disseminar “elementos de linguagem” favoráveis a seus projetos. Um ex-ministro da Economia socialista que, mais tarde, fundou um partido liberal à sua imagem e semelhança explicou certa vez a arte e o modo de criar...

Santa bala, por Janderson Lacerda

Na guerra santa que vivemos no Brasil os MOROlistas (versão personificada dos moralistas) é quem ditarão as regras do comportamento social que deve ser cultivado na República da ordem e progresso; saudações positivistas ao filósofo Miguel Lemos! Foi-se o tempo em que as balas eram ofertadas às...