2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Giro Cultural promove passeio pela São Paulo Modernista

28/09/2015 22:05

O programa Giro Cultural, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, está promovendo, no mês de outubro, o roteiro “A USP e a São Paulo Modernista”. O roteiro destaca a presença da USP em São Paulo e aponta aspectos históricos, culturais e arquitetônicos do modernismo na cidade.

O passeio é gratuito e acontece aos sábados, nos dias 17, 24 e 31 de outubro, a partir das 10h, com saída e chegada na estação Alto do Ipiranga do Metrô. A duração do passeio é de quatro horas.

O roteiro é uma oportunidade para que a população conheça o patrimônio histórico e cultural da USP, com pontos de parada em quatro órgãos da Universidade: o Museu Paulista e o Museu de Zoologia, no bairro do Ipiranga; o prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), na Rua Maranhão, no bairro de Higienópolis, um casarão art nouveau do início do século XX que pertenceu à família Penteado; e o Museu de Arte Contemporânea da USP, no Parque Ibirapuera.

O percurso é feito de ônibus, que passa também pelos casarões da Rua Bom Pastor, no Ipiranga, e pelo centro da cidade, onde os visitantes podem observar algumas edificações modernistas, como os edifícios Montreal (1954), Eiffel (1956), Itália e Copan (1966), projetados pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

Uma equipe de mediadores, composta por historiadores, artistas plásticos e arquitetos, acompanha todo roteiro, que procura oferecer aos visitantes um olhar distinto sobre a implantação do modernismo na cidade, em suas múltiplas dimensões (arquitetônica, urbanística, econômica, sociocultural e política), evidenciando a passagem do século XIX até o ápice da consolidação do projeto modernista na cidade de São Paulo, nos anos 1950.

As inscrições para o passeio podem ser feitas on-line.

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

A LEI PELA LEI DE QUEM?

Na academia discutimos sobre a natureza e fundamentos da lei. Um debate, sem dúvida, filosófico que realizamos no mundo ideal, cuja perfeição nos instiga a reflexões na perspectiva real-ideal. O mundo ideal, perfeito, dos objetivos maiores que os ordenamentos jurídicos apresentam e que refletem os...

A ÚLTIMA FRONTEIRA DO CAPITALISMO NEOLIBERAL – É AQUI

Há dez anos escrevi um artigo sobre a África, onde discorri sobre a ação do capital na porção subsaariana do continente. Os impedimentos de natureza cultural, que apesar do longo período de colonialismo europeu, se constituíam em obstáculos a plena incorporação do continente no capitalismo...