Schützer Educacional - Pós, Licenciaturas, Extensões, Profissionalizantes

Encontrado Sue, o maior fóssil de Tiranossauro rex já descoberto

12/08/2019 16:47

No dia 12 de agosto de 1990, a paleontóloga Susan Hendrickson descobriu o restos do maior e mais temido predador de todos os tempos. Em uma de suas escavações, em Faith, Dakota do Sul, nos EUA, ela encontrou três ossos gigantes que viriam a ser do maior fóssil de Tiranossauro rex já descoberto. Apelidado de Sue, em homenagem à pesquisadora, o dinossauro de 65 milhões de anos tinha 12,8 metros do focinho até a cauda, quatro metros da cabeça aos quadris e mais de 90% do esqueleto bem preservado.

O Instituto de Pesquisa Geológica Black Hills pagou US$ 5 mil para o proprietário da terra, Maurice Williams, pelo direito de escavar o esqueleto do dinossauro, que foi levado para a sede da empresa em Hill City e que, posteriormente, seria exibido em um museu sem fins lucrativos. Mas em 1992, o governo norte-americano alegou que o fóssil fora encontrado em terras federais, já que Williams tinha negociado sua propriedade para evitar o pagamento de impostos, e teve início uma longa batalha judicial envolvendo Sue.

Em outubro de 1997, o Museu Field de História Natural de Chicago comprou Sue em um leilão na Sotheby´s em Nova York por US$ 8,36 milhões, financiado em parte por empresas como Disney e McDonald´s. O esqueleto foi colocado em exposição em maio de 2000, onde permanece até hoje, aberto à visitação.

History

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
visitas

Coluna

Justiça impõe hierarquia federativa a Diadema

A cidade de Diadema, por força do contexto nacional, resolveu unilateralmente na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) suspender o isolamento social para algumas atividades econômicas. Contudo, a justiça suspendeu a deliberação do prefeito, fazendo valer a decisão do Governo do Estado....

Monica De Bolle: “Hoje, dane-se o Estado mínimo, é preciso gastar e errar pelo lado do excesso”

Para a economista da Universidade Johns Hopkins, ministro Paulo Guedes está preso a dogmas ideológicos e mantém letargia para tomar decisões que afetam quem já está passando fome “E, para os defensores da calma e da serenidade, saibam: o momento é de urgência”, escreve a economista brasileira...