2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Assassinado o militar mexicano Emiliano Zapata

10/04/2018 07:48

Emiliano Zapata Salazar, caudilho do sul, foi um dos líderes militares mais importantes durante a Revolução Mexicana. Em 1918 Emiliano Zapata era um guerrilheiro, como Francisco Villa (Pancho Villa), com pouco futuro, pois seu movimento, indubitada manifestação do descontentamento campesino ante as constantes batalhas, poucas munições, morte de cabecilhas importantes e a lei agrária do presidente Venustiano Carranza, que apaziguou a causa suriana, contribuíram para que esse ano não se chegasse a consolidar uma real organização político-militar. Sendo uma rebelião de massas campesina, limitou-se a realizar sua guerra de guerrilhas a partir de 1918. A guerra por parte do governo tomou perfis despiedosos. O general Jesús Guajardo fez Zapata acreditar que estava descontente com o governo de Carranza e que estaria disposto a se unir a ele. Zapata lhe pediu provas e Guajardo lhe deu. Combinaram de se reunir na Fazenda de Chinameca, Morelos, dia 10 de abril de 1919, mas Zapata morreu preso por uma emboscada.

History

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

A ofensiva geral

O governo francês conta igualmente com as notícias falsas das grandes mídias para disseminar “elementos de linguagem” favoráveis a seus projetos. Um ex-ministro da Economia socialista que, mais tarde, fundou um partido liberal à sua imagem e semelhança explicou certa vez a arte e o modo de criar...

Santa bala, por Janderson Lacerda

Na guerra santa que vivemos no Brasil os MOROlistas (versão personificada dos moralistas) é quem ditarão as regras do comportamento social que deve ser cultivado na República da ordem e progresso; saudações positivistas ao filósofo Miguel Lemos! Foi-se o tempo em que as balas eram ofertadas às...