2ª Licenciatura, Pós, Extensão e Cursos

Alemanha invade a Polônia e tem início a Segunda Guerra Mundial

01/09/2019 10:38

No dia 1o. de setembro de 1939 tinha início a Segunda Guerra Mundial, com a invasão da Polônia pelo exército da Alemanha nazista. O principal objetivo de Hitler com este ato era reconquistar os territórios perdidos na Primeira Guerra Mundial e também expandir o território alemão. O ataque começou às 4h45 da madrugada, quando os canhões do cruzador alemão SMS Schleswig-Holstein abriram fogo contra os poloneses em Westerplatte, na cidade hoje chamada de Gdansk. Após um mês, os alemães derrotaram os poloneses. A União Soviética tornou efetivo o acordo Ribbentrop-Molotov e ocupou a parte oriental da Polônia. A Grã-Bretanha e a França responderam com uma declaração de guerra à Alemanha, mas nada fizeram para socorrer a Polônia e se limitaram a formar uma linha defensiva para enfrentar um possível ataque alemão. Era o começo do maior conflito armado de todos os tempos, com a participação de todas as superpotências mundiais e que só se encerraria em 1945. A Guerra, que contou com holocausto e bombas atômicas, terminou com a vitória dos Aliados sobre os países do Eixo e aproximadamente 17 milhões de civis mortos. Seu resultado foi determinante para várias mudanças na geopolítica mundial.

History

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador gratuito de visitas

Coluna

Trilha Sonora, por Janderson Lacerda

A trilha sonora do governo de Jair Bolsonaro e "cia limitada" seria, "Apesar de você" de Chico Buarque: "hoje é você que manda falou tá falado não tem discussão(...)", "Apesar de você amanhã há de ser outro dia" E se houvesse trilha sonora na vida real? Qual seria a sua? E se tivéssemos uma música...

A Era da Incoerência, por Herbert Schützer

Os tempos atuais desconstroem séculos de evolução do pensamento liberal que inúmeros iluministas entre outros pensadores procuraram refletir para sedimentar a ordem sucessora do obscurantismo medieval.  Aproveito para parafrasear o grande historiado Eric Hobsbawn, marcando como “Era” os tempos...