Cursos, Palestras e Materiais de Estudo

Etiópia: O governo mata, prende e não respeita a liberdade de expressão, diz ativista

Etiópia: O governo mata, prende e não respeita a liberdade de expressão, diz ativista

O anúncio da libertação de presos políticos na Etiópia foi recebido com incômodo pelo governo e surpresa por grupos de direitos humanos no país. A promessa feita pelo primeiro-ministro Hailemariam Desalegn, durante coletiva de imprensa na semana passada, indicava a intenção de libertar a centenas de presos, mas sem especificar datas e responder questões importantes como “Afinal, quem são os prisioneiros políticos? Todos serão libertados ou apenas algumas figuras políticas?”

“Essa declaração do primeiro-ministro soa como estratégia política, já que o partido está sofrendo sérias pressões relacionadas à sua própria existência, ao controle do país e à exigência da libertação dos prisioneiros políticos, principalmente de líderes proeminentes da oposição, como Merera Gudina (preso em dezembro de 2016)”, explicou o porta-voz da organização Defensores de Direitos Humanos na Etiópia (AHRE) Yared Habtegiorgis, em conversa com o Por dentro da África.

 

Pesquisar no site

Contato

Herbert Schutzer
contador de visitas

Coluna

ANO NOVO E DISCURSO VELHO

Muito bem caros leitores, chegamos ao ano que podemos julgar os “não-representantes” do povo. Entramos no ano que teremos eleições em todos os níveis, com a exceção do municipal, e apesar de todas as promessas feitas de um futuro melhor, o que assistimos foi o aumento dos preços e,...

Retrospectiva Tupiniquim, Por Janderson Lacerda

Das profundezas dos hades um velho Capiroto foi “teletransportado” para a República Tupiniquim. Ao som de muitas vaias e desaprovação popular é estabelecido o governo jaburu. João Ramalho interrompeu seu estupro matinal por escandalizar-se com o regime de trabalho escravo implementado no jovem...

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!